Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

4/3/09
































Trago-te terra nas mãos,

para que possas dormir nela.







Há muitas poucas coisas que são tudo
e tudo é tanto como o pouco que queiramos.






Trago-te terra nas mãos
e é o pouco que te dou.






1 comentario:

~pi dijo...

não é nada nem tudo )

é calor é

lua e é

veludo




*

Archivo del blog

DMCA.com