Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

3/3/09









Salam aleikum

Shalom

Kale ju

Hapjang banbae

Beijo







Podemos falar sem tocar o que dizemos,
podemos escrever aquilo que nunca tocamos,

mas não poderemos evitar que alguém,

ao falar ou ao escrever,

nos toque.






Claro que toc-ar é muito mais que isso,
muito mais que dizê-lo, escrevê-lo
ou inclusive que percebê-lo.






É por isso que chamo às portas do céu,
para tocarte,
toc - ar - te.












1 comentario:

in_side dijo...

tal como imaginei, a porta,,,


*

*

*

Archivo del blog

DMCA.com