Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

21/4/10











~











,

,sem ti caem-me as portas e os pregos das portas e das janelas e embalo na boca conchinhas de
as cortinas transbordam ~
e selam-se aos olhos que inundam a cama da cabeça aos pés


sem ti arrasto os fragmentos do discurso amoroso pelas esquinas redondas
e às vezes com faca afiada de tanto ouvir nada traço mapas e redes complexas na pele


das suas escalas indeterminadas escorrego infinita
e sempre de cabeça pra baixo recolho pocinhas tranquilas da cor das amoras galochas e silvas - animal que faz ninho e te corre ao revés,


















9/4/10







~












~



apelo-me-averdejando: giesta e cana

acolo a fraga do reino: pele animal

( canal-in-verso à sub-tracção dos olhos















1/4/10



~
















~
DMCA.com