Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

13/4/09














Eu não vivo o tempo sem ti,
não ignoro tua existência
e não prescindo do que tu és.





É o tempo o que não existe sem ti,
somente vai passando,
é que tu existas o que lhe dá sentido,
o que provoca que não me ignore
e prescinda de mim para sempre.






Eu não construo nem fortifico
um tempo que me destrói.






Ovo sem pássaro
e pássaro sem asas eu,
é possível,
mais não estas minhas palavras.





1 comentario:

in_side dijo...

uma vez encontrei uma

lagoa grávida

/ percorri-lhe uma aqua

grafia


/

Archivo del blog

DMCA.com