Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

23/6/09






~


[ ísmica









[[ face à inquietação nocturna de existir





foto-grafo-o-nariz e treino-o-riso




ob se s siva mente ][








4 comentarios:

elpoetaquenuncaexistio dijo...

Á inquietação de existir nao é só nocturna, nem o riso, nem sequer o nariz o é.
O treino podese fazer tambem de día, face á luz.
Inexplicavelmente, no meio da luz é onde mais brilha um soriso.
Treina, sim, treina todo o que quiseres, que ja há de chegar o froito dese "trabalho" quando o riso seja teu sem obsesao nenghuma.

:-)

Anónimo dijo...

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.

Fernando Pessoa

pi&phi dijo...

o treino é sempre necessário

como estar atento

e consciente-de-ser


.


de novo, obrigada,

- seja(s quem fore(s

pelo < >>>>>>>>>>>>> im-pulso

[ não por ser uma citação

de f. pessoa

mas por ser uma profunda

e incontornável verdade




.

Anónimo dijo...

O que te dizia e também a mim é sobre nunca deixar que nos façam normalizar e suportar o nada...
e muito a propósito... gosto do teu nariz:)

Archivo del blog

DMCA.com