Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

3/5/09









Faz click na imagem











Tanto vive em mim o escrito como o vivido,
às vezes sinto que é o mesmo,
mesmo que não o seja.


Sinto-me vivo ao escrever,
escrevo o que vivo
e sei que não vivo enquanto escrevo.


Mas não posso negar o que sinto
e sinto em mim o peso da vida
e o peso de viver escrevendo,
Tão vivo!







1 comentario:

in_side dijo...

talvez olhar

ao contrário?

( a expressão certa

é

fazer o pino!!

daí se verá que

é possível

agarrar se à bola

numa rotação simultânea

em vez de deixá-la

esmagar-nos,

) porque apesar de ao olhar normal

parecer lisa

é uma bola cheia

de incrustações,

cheia de histórias

de inconformismo,

cheia de

pegadas,,,







*

Archivo del blog

DMCA.com