Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

18/5/09

























Quis querer-te porque sentia
que poderia contigo voar,
quis querer-te porque queria

sentir-me vivo contigo no ar.



E te quis voando nú,
fomos pássaros inexplicáveis,
eu nas tuas asas, nas tuas asas tu,

voamos vôos inimagináveis.



E agora, pousado na terra,
voando contigo quero-me ver,

quis querer-te acima dela

e hoje quero-te sem querer.











3 comentarios:

~pi dijo...

querer sem

querer é

querer ou é amar

como

respirar?




~

pi&phi dijo...

Querer sem querer é querer sem vontade, sem pensar.

luci dijo...

( fonte de aldeia
pedra colo
supra
ter r a a
noi te cer
( sou rã sou charco
met a de


nascer


)( amar não é acto de
vontade
)que só sou
ser
declínio de estação(
actus in fa c tus
ac
on t ecer

Archivo del blog

DMCA.com