Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

6/5/09










Inscrita em mim sem qualquer forma,
sem forma alguma,
sem fórmula,

sem número,

sem letra.



Inscrita desde antes do tempo
no qual o tempo lhe deu fórmula e forma à vida,
desde antes de deus e de Deus,
desde antes da sua saliva sobre a terra vazia,
da criação do barro e com ele do teu corpo,
do qual emergi eu sentindo-te inscrita em mim.



Muito antes de conhecer-nos,
muito antes deste poema,
da palavra,
da voz,
do silêncio,
muito antes que sentisses
que eu estou, sem qualquer forma,
inscrito em ti.




[ Ilustraçao aborrecida ]








2 comentarios:

.bygermy. dijo...

Un placer el mío de poder partcipar en esto que es tuyo.
(Me apena ver que el dibujo quedó en baja calidad aquí.)
Te dejo un saludo.
germán - bygermy - aburrido

in_side dijo...

a que chamaria

disseminação

( o gps perfeito para

esse

caso,





*

Archivo del blog

DMCA.com