Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

5/11/09













Uma bela mulher um dia,

caminhando baixo a lua eterna,

enquanto pensava e sentia,

viu uma macaca que corria

e ¡¡Zas!! lhe mordia uma perna.



A macaca duas vezes a assaltou,

a segunda enterrou os dentes até o final,

e sua marca na carne lhe deixou,

porque a macaca, em ceio, pensou,

que aquela bela mulher era seu rival.



E era, que eu bem conheço à mulher,

e sei que tudo macaco que a olhasse,

preferiria sua beleza à de qualquer

macaca ou primata de qualquer classe,

e todos conhecemos o popular saber

que diz que mesmo que vista-se muito bonita,

uma macaca sempre em macaca fica.

















1 comentario:

~pi dijo...

ua........u.......:)

cock-tail!!

lua-cheia+cio+macaca+,,,

=

boca-de-macaca em

perna

marcada,,,





~

Archivo del blog

DMCA.com