Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

31/7/09







~





sal - flor







fina flor de sal marinho, também nata ou coalho de sal

– por ser recolhido à superfície em pequenas partículas

] tal como a nata do leite

a cristalização é feita à superfície

[ o cristal tem a forma de finas palhetas frágeis

o sal é um jardim em riste sobre o abandono,

o sal é o sol nos olhos que choro, fome, sede e

sodade sodade so da de, o sal

é o leito onde espero o outro lado do corpo

] o sal é a estação, o cais
-comboio-fantasma,

farol-de-vul-cão:

sal que derrete é morna sal

que cola é coladera

se dispara é funaná

se o sal ama e dorme é sussurro,

ilha, morabeza, morabe z a



infinidade-areia-carapaça,



m o r a b e z z z á











3 comentarios:

pi&phi dijo...

Kuand un mundu novu kunki
Na porton di nos ilha...
Pamode kin fogon sen paia
Na ladera sen sinbron
Tud mâe tcheu de fidju sem storia?

Tud gril quebra sê pedra
Pamode manhã ka tem prutchida
Y no kema morabeza
Ma distinu triste d'ilheu
Y no spaia sês pontinha
Na pratu fundu sen ftur.

Di tudu ben sirvidu ki krias (x2)

Y no kruza un enxada
Ma un broka y no spaia
Un nova ideia na nos mar,
Sol y morabeza pa tudjent.
Tud nos farol di morti
Ma sumitériu di nos agua.
No vra tera pa tud jent Lei.

Tud kriston, tud sinbron
Tem direit na sê gota d'agua

pi&phi dijo...

Sol y morabeza pa tudjent.

pi&phi dijo...

Morabeza do comboio-fantasma que da voltas a ilha.

DMCA.com