Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

17/7/09












Desta ferida minha brotam palavras,
colam-se à roupa que visto
e nela secam.





E deito a roupa,
e lavo este sangue,
e as palavras desaparecem.





Mas a ferida segue aberta
e eu sigo aberto por ela,
desvestindo roupas manchadas,
esperando, também,
ser aberto por uma palavra.











1 comentario:

in_side dijo...

ser-aberta-e-logo-ser-fechada

nua-de-roupa-velha

( para sempre sempre sempre

e sempre

para,





*

DMCA.com