Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

31/7/09
















E tudo se calou, a verdadeira verdade foi o único som escutado, o sino que chama à missa do corpo e da alma, e comungamos um do outro, condenando o poeta, a poesia e a morte ao inferno de sua eterna mentira.
E nada foi dito, porque nada era preciso, nem o silêncio, e o ar convidou-nos a visitá-lo, e eu sei que assim será.








1 comentario:

in_side dijo...

uma vez vivi numa

ilha

redonda

de fogo s

] que agora

me

acende m

as cordas

vo-cais,





*

DMCA.com