Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

23/7/09



















Vou ao teu corpo com cada parte da minha alma com a qual te sinto presente dentro do meu corpo, ao que lhe falta o teu e o meu também, que sem tua alma só é um corpo que me falta e uma alma que te precisa.



Eu não sei sim a minha alma é mais impossível do que teu corpo, ou se tú és a alma do meu corpo, ou se tú és o impossível corpo da minha alma... mas eu vou ao teu corpo, alma do meu, corpo do meu corpo, estranha ilha que me vai enchendo toda a ausência que eu tenho de ti.









1 comentario:

in_side dijo...

corpo e alma: um,

] nada se interpões,





*

DMCA.com