Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

1/12/09





















Se as palavras fossem o amor, este séria mentira

e o amor é tão certo como as palavras.




As palavras de amor não são o amor.




Ninguém mente quando ama e o diz com palavras,

mas se engana se acredita nelas como a verdade de amar.




O amor certo, como as palavras certas,

só existem em si mesmos

e ninguém pode transvasar o amor a escrita,

unicamente tentamos descrevê-lo.




As palavras recebem ao amor, quando o é

e o projectam , o enterram, o reverdejem,

o lembram, o transmitem, o ignoram,

o engrandecem, o envilecem, o calam,

o suportam…, tudo segundo o amor seja,

nunca segundo sejam as palavras.




Eu não amo com palavras,

eu amo-te com o amor de amar,

podes sabê-lo quando o escrevo,

mas só o sentirás quando te ame.










1 comentario:

in_side dijo...

[ tudo o que é dentro

foi semeado

antes,





~

DMCA.com