Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

26/12/09



















As palavras marcam o passo do tempo com maior certeza
que qualquer divisão que o homem faça do tempo,
com mais verdade que eles próprios,
homem e tempo.

São elas as que nomeiam todas as coisas que existem e não,
só elas baptizam ao verão como verão,
ao minuto como minuto,
ao jovem como jovem,
ao vento como vento,
a memoria como tal.

O tempo não transcorre sem palavras e,
como ele,
nunca ficam detidas.

Olha para elas aqui,
tão caladinhas,
tão pouquinha coisa,
tão conspícuas,
tão aparentemente inofensivas…

Olha para elas e diz-me quanto tempo demoraste nestas,
diz-me, se é que podes,
que não foram elas as que marcaram o teu passo,
que não nomearam todo o que tens visto,
que não tenham-se mexido em ti
como a tua própria sangue se mexe.

!Cuidado com as palavras!

Podem entregar-te ou quitar-te mais do que a vida com um só sopro da sua existência
e em um só sopro da tua.








2 comentarios:

Rayuela dijo...

significado
y
significante

cuánto tiempo demoré en estas?
aún
estoy
en
ellas


por
tanto
hablar
se
vuelan
las
palabras*

cuidado
con
las
p
a
l
a
b
r
as/*

Besos**

~pi dijo...

como sangue, como água

] dias t ólica

fonte

der

r

ame

arterial,





~

DMCA.com