Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

24/2/09











Abrir os olhos para sentir a vida correr por mim sem pensar,
sem pensar em nada,
nem no sol,
nem em ninguém,
nem em mim,
nem em ti,
nem em phi,
nem em pi.






E sentir que a vida que corre por mim
já encerra tudo isso em infinita liberdade.





Assim deve ser o sol quando o vejo,
como uma laranja cujo jugo entra em mim ao comê-la.










Nos olhos de Alberto Caeiro. em 1914, sem que tenha passado mais tempo que o que não existe.












2 comentarios:

in_side dijo...

feto-de-estrela-)(-humana--vida--laranja


[ belooooooooooooooooo! :)



*

in_side dijo...

(( cada vez gosto mais de laranjas,

Archivo del blog

DMCA.com