Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

10/2/10












Sem ti,
eu sou tudo o que sou contigo,
mas faltas-me a mim quando não estás.






Sem mim,
eu sou tudo o que sou em ti,
mas falto-me a mim mesmo.






Sem ti em mim e sem eu mesmo,
falta-lhe algo ao mundo e à vida
e tudo é incompleto mesmo que o seja tudo,
mesmo que tu tudo o sejas, amor,
mesmo que eu te escreva qualquer poema.

















1 comentario:

in~pi dijo...

andar muito por aí a laranjar um sul mar-fim

sem ti meios-olhos se me voltam atrás meia laranja

abro a terra doce a norte
a norte a remar sozinha por mim,





~

DMCA.com