Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

13/1/10





~




por hoje e só hoje ]]












ilumino a casa a partir desta fogueira vazia

da gaveta sem fundo onde a-fundo

a língua desmedida

] hoje e só hoje ligo a ficha dos dentes

à imensa ilusão

desta casa que me bate e grita

onde nadam desenhos de coisas de que nada sei e nado eu

] lado a lado um colchão peregrino ao revés

oferta de sopa na pira fria - à estação das chuvas

oferta à nudez para alívio dos pés

ofertas de banhos o calor da chama

[ e agora ali ali sempre sempre ali aquele que me lê

soma e desfila rente à parede -

vestígio breve de rio - despenhando marés















2 comentarios:

Anónimo dijo...

abismação sem cedilhas

lado de ca dijo...

sem sempre!

DMCA.com