Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

13/9/10















Cierro las puertas que se me abren,

cierro las ventanas que hay abiertas,

y aún por puertas y ventanas se me salen

mis verdades más grandes y más ciertas.


Por mucho que pueda encerrar

a mi pobre corazón cansado,

a tu cielo se vuelve él a escapar,

mi corazón, que quiere volar

y solo sabe aterrizar a tu lado.


(Las palabras nunca sabrán dar

nada de lo que tú me has dado).







1 comentario:

~pi dijo...

- Falais quando deixais de estar em paz com os vossos pensamentos, e quando já não conseguis lidar com a solidão do vosso coração, viveis com os lábios e o som é uma diversão e um passatempo.

...
...

E, em muita da vossa conversa, o pensamento fica amordaçado.

Pois o pensamento é um pássaro do espaço que numa gaiola de palavras pode abrir as asas mas não pode voar.

Alguns procuram as palavras com medo de ficarem sozinhos.
O silêncio da solidão revela aos próprios olhos o eu mais puro de que alguns, aflitos, gostariam de fugir.

...


text kahlil gibran ´o profeta`


[ e não são as palavras o único placebo da vida...




~

DMCA.com