Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

17/12/15


~



sol e sombra 
e ainda sol - deslumbrado instante:
projeto o sol com olhos cerrados
fugaz borboleta de linho e veludo 
-


a água do rio nunca é a mesma:
corre porque desce (não por inquietação)
e sem descanso reveste
os poemas futuros


~



1 comentario:

Yo-Eu dijo...

As nogueiras do quintal, sendo o pasado que cresce, tambem presente nese instante, sao futuro.
Futuro do que?
Ainda está por ver.
Um texto muito estranhamente accesivel. Nem pergunto por que.

DMCA.com