Escucho el silencio del tiempo que pasa _ escuto agora o silêncio, me quedo con él y en él, entro en las letras y en los números _ atravesso letras e números, embalo e calo _ las callo y los cuento, busco el prodígio de la relación constante _ afloro o prodígio da relação constante, a assombrosa claridade do silêncio, o encontro transparente da verdade _ el asombro cintilante de la vida ____ SOY pi & phi _

29/1/09

O TAMANHO DE DEUS

























Tu conheces ao Doutor Living-stone, suponho.
(I also live in a stone, je vis aussi dans une pierre, eu também moro em uma pedra, yo también vivo en una piedra)




Eu não sou home-m de Deus,
sou um erro dele ou ele é um erro meu
(nao sei, nem Nietzsche sabía) ,
mas sou o explora-dor das tuas font-es.




¡¡Eu me sinto de ti expe-dicionário!!
¡¡Sou tão gran-de como Deus nessa vi-a-gem!!



Vou na pro-cura em ti do água viva,
navegando o río curvo do teu corpo nú (des-nudo) ,
a con-ca-vi-dade do teu on-du-lado pensa-mento.



E às vezes,
quando tu deixas,
¡¡Descubro-te!!





¡¡Então me sinto tão pequenino
como um homem frente a uma fonte,
tão pouca coisa como Deus an-te ti!!

2 comentarios:

pi&phi dijo...

Síntome tao orgulhoso deste poema que ate tivem a vontade de ser Deus.
Por acaso ganhoume a verdade de saber que só sao um homem frente a uma fonte, acho.

~pi dijo...

vi------a-----gem---------------


que diz a fonte

novelo de boca s ?

( boca-de-pedra-água

água-de-boca-poço

tronco-de-trago-luz

que diz a fonte

do-rio-riso

-fonte-de-deus

?

(yo también vivo en una piedra

(i´m-a-living-stone-just-a-living-stone(full-water-stone





~

DMCA.com